Relatório da Viagem Aérea Lisboa - Rio de Janeiro

Available actions

Reader available actions

Digital representation

Digital representation thumbnail
 

Relatório da Viagem Aérea Lisboa - Rio de Janeiro

Description details

Record not reviewed.

Description level

Unidade de instalação instalada   Unidade de instalação instalada

Reference code

PT/BCM-AH/147/0001

Title type

Atribuído

Date range

1923-01  to  1923-01 

Dimension and support

1 relatório; papel; ilustrado; desenhos e 38 positivos p&b; 80 fls.

Producer

Comandantes Gago Coutinho e Sacadura Cabral.

Acquisition information

Transferência.

Scope and content

O relatório da 1ª Travessia Aérea do Atlântico Sul integra dois testemunhos da viagem, a bordo de um hidroavião, de Lisboa rumo ao Brasil, utilizando como meio de navegação astronómica o sextante de horizonte artificial inventado por Gago Coutinho. esta proeza é um marco na História da Aviação, assinalando a estreia do sextante, como meio fundamental na navegação aérea. Gago Coutinho descreve a parte técnica da navegação e Sacadura Cabral relata as razões, motivações, preparação e descrição da viagem.

Signatures

Assinaturas autógrafas.

Arrangement

Ordem cronológica.

Access restrictions

Consulta em suporte informático.

Conditions governing use

Impressão a partir de suporte digital.

Physical location

6/XXXVII/6/2

Description physical location

Cofre.

Language of the material

Português.

Physical characteristics and technical requirements

Dactilografados, papel; ilustrado; desenhos e 38 positivos p&b; 80 fls.; 286x223 mm.

Type of container

Notes

Em Março de 2010, a Biblioteca Central da Marinha - Arquivo Histórico apresentou a candidatura ao Registo da Memória do Mundo 2010 - 2011, com o documento - “Relatórios da 1ª Travessia Aérea do Atlântico Sul”, efectuada em 1922, e elaborados pelos Comandantes Gago Coutinho e Sacadura Cabral. Esta candidatura teve o apoio da Comissão Nacional da UNESCO e da Direcção-Geral de Arquivos.

A UNESCO inscreveu o Relatório da 1ª Travessia Aérea do Atlântico Sul, no Registo da Memória do Mundo, a 27 de Julho de 2011, que, a partir desta data, é considerado Património da Humanidade.